Perguntas & Respostas – 03

Como a performance de uma bomba centrífuga é afetada pela viscosidade de um fluido?

Como a performance de uma bomba centrífuga é afetada pela viscosidade de um fluido

PERGUNTA 1

Fluidos mais viscosos reduziriam a altura manométrica?

RESPOSTA

Sim. Tanto a altura manométrica, como a vazão, como a eficiência são afetadas pela viscosidade do fluido.

Vejamos um exemplo interessante: Temos uma bomba de recalque operando com água, densidade 1000 kg/m3, viscosidade 40 SSU (4,3 cSt, água não destilada), vazão de 179,41 m3/h, altura manométrica de 33,22 mcl, potência absorvida no eixo de 27,25 HP.

Se trocarmos o fluido por um óleo mineral, densidade 900kg/m3, viscosidade 1000 SSU (220 cSt), a vazão cairá para 170,33 m3/h, a altura manométrica também cairá para 30,48 mcl e a potência absorvida no eixo aumentará para 33,1 HP.

Portanto, mesmo com um decréscimo na densidade, vazão e altura manométrica, a potência absorvida no eixo aumentou, por conta de um expressivo aumento na viscosidade do fluido bombeado.

Obs: Nas considerações acima, corrigimos tanto vazão, altura manométrica e eficiência, utilizando os Coeficientes de Correção de Viscosidade do HIS (Hydraulic Institute Standards).


Conheça a linha completa de Sopradores Tipo “Roots” da OMEL »

Leia outros artigos técnicos da Escola de Bombas »